Principal ImprimirImprimir | Volver al artículo
12/01/2016 :: Nacionales Galiza

Convocam manifestaçom contra a ilegalizaçom de facto de Causa Galiza

x Diario Liberdade
Convocada manifestación contra la ilegalización de facto de Causa Galiza

Numerosas entidades sociais e políticas galegas confluem na convocatória, apresentada neste sábado em Compostela.

 

Quase trinta coletivos sociais, sindicais, juvenis, políticos, culturais e antirrepressivos aderírom à convocatória que vai denunciar em manifestaçom no dia 24 de janeiro a Operaçom Jaro, que levou à ilegalizaçom de facto da organizaçom independentista Causa Galiza.

No passado dia 30 de outubro, nove pessoas fôrom detidas sob acusaçom de fazerem parte de Causa Galiza, misturando-as sem qualquer prova com a suposta organizaçom armada 'Resistência Galega'.

Todas elas ficárom em liberdade à espera de acusaçons que se mantenhem, mas a organizaçom política Causa Galiza ficou numha situaçom de impossibilidade de desenvolvimento de atividade política, numha ilegalizaçom de facto que se denuncia na convocatória.

A manifestaçom tem o apoio das seguintes entidades e organizaçons: Afiadoras de Futebol Gaélico, Agir, Agora Galiza, A Riada do Tea, Associaçom Antifascista Jimmy Sempre con Nós, Associaçom Cultural Amigos da Cultura de Ponte Vedra, Associaçom Cultural Festival de Brétemas, Associaçomde Luita Livre Olímpica Alacrám Vermelho, Adega, Briga, Ceivar, Centro Social A Galheira, Centro Social A Gentalha do Pichel, Centro Social auto gestionário O Fresco, Centro Social Faísca, Centro Social Madia Leva, Centro Social Revolta, Colectivo Nacionalista de Marim, Comité de Solidariedade com os Presos e Presas Políticas, CIG, Fundaçom Artábria, Grupo de Acción Social de Vigo, Movemento polos Dereitos Civís, Mulheres Nacionalistas Galegas, Partido Comunista do Povo Galego, Que volten para a casa!, Rede colectivos a Ría nom se Vende, Riazor Blues, Sociedade Deportiva e Cultural do Condado, Verdegaia, Xebra Associaçom e Xeira.

Todas condenam a ilegalizaçom de ideias e de projetos políticos de esquerda e soberanistas, mostrando a solidariedade com as nove pessoas detidas e com Causa Galiza como organizaçom vítima do operativo de perseguiçom política por parte do Estado espanhol, num processo de fascizaçom que precisa de ser contestado nas ruas, segundo as forças convocantes.

Em especial, aponta-se para as conseqüèncias que já está a ter a aprovaçom da Lei Mordaça, apelando a umha resposta coletiva do povo galego na marcha que partirá da Alameda de Comostela às 12 horas do domingo 24 de janeiro.

 

https://galiza.lahaine.org/convocam-manifestacom-contra-a-ilegalizacom